O Projeto

O Palco Solidário consiste em um projeto de envolvimento do setor cultural e artístico para a realização de um espetáculo onde toda a arrecadação é destinada para uma instituição de cunho social escolhida pela organização.

O evento teve origem em 2013, quando o idealizador, Bruno Souza, concebeu a ideia de, através do talento dos artistas locais, realizar ações para ajudar projetos e instituições sociais que atuam na cidade de Florianópolis.

Como valores principais, o Palco Solidário nasceu com as seguintes premissas:

  • Apoiar projetos sociais que trabalham para melhorar o contexto social da nossa cidade;
  • Incentivar o voluntariado através do envolvimento dos artistas em um projeto de cunho social;
  • Estimular a atividade artística nas crianças envolvidas nos projetos apoiados pelo Palco Solidário;
  • Fomentar o público e o gosto pela arte através de apresentações artísticas locais.

Desta forma, naquele mesmo ano de 2013, no Teatro Ademir Rosa, aconteceu o primeiro Palco Solidário, no dia 2 de agosto. Participaram cerca de 120 artistas, produtores, técnicos e voluntários, que realizaram um espetáculo para um público de 900 pessoas e, através da venda de ingressos, ajudaram  a Casa de Acolhimento Darcy Vitória de Brito (casa que abriga 24 crianças em tempo integral), da rede do Instituto Vilson Groh.

Para o sucesso no evento, contamos com o apoio das 11 escolas de Dança de Salão da Região da Grande Florianópolis, de diversas academias de outros ritmos, assim como o apoio de grupos que ensaiam em espaços não específicos de dança.

Florianópolis possui uma forte tradição em festivais, workshops, espetáculos e congressos de dança. O setor pode ser considerado um dos mais articulados no cenário cultural do estado. Os segmentos deste setor (Dança) são associados e estão em constante contato, tanto através de fóruns virtuais ou reuniões e encontros presenciais.  Desta forma, por esta comunicação e articulação, é possível concluir que existe um potencial mobilizador muito grande neste setor, o que tende a tornar o sucesso do Palco Solidário mais provável. Por isso, e pela vivência do proponente no setor da Dança, foi escolhido realizar o primeiro Palco Solidário exclusivamente com convidados do setor.

O evento foi coordenado pelo idealizador Bruno Souza, que contou com uma equipe operacional que ficou responsável pelo teatro (produção, backstage e elenco), divulgação e pós-produção.

Para mais transparência e alinhamento, o Instituto Vilson Groh foi convidado a ser conselheiro durante todo o processo, com total liberdade para dialogar, sugerir ou criticar.

 

A Instituição beneficiada na primeira edição do evento:

Na primeira edição do Palco Solidário (2 de agosto de 2013), a entidade beneficiada foi o Instituto Vilson Groh, especificamente a Casa de Acolhimento Darcy Vitória.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s